Wilker afirma que orçamento 2020 do Governo despreza a saúde

Manaus/Am O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) revelou nesta terça-feira (26), na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que a Lei Orçamentária Anual (LOA) do Governo do Amazonas destinará, em 2020, mais recursos para o transporte aéreo e terrestre do Executivo e demais autoridades do que para a saúde pública do Estado.

Em seu pronunciamento, o parlamentar afirmou que o Governo irá gastar R$ 25 milhões com transporte e segurança de autoridades, enquanto que a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), instituição considerada referência no diagnóstico e tratamento do câncer na região Norte,  receberá apenas R$ 15 mil para a compra de equipamentos no ano que vem. Os dados são do Portal da Transparência do Governo. “Confesso que fico severamente preocupado com os rumos da saúde no Amazonas. Enquanto que o Governo prefere gastar R$ 25 milhões com jatinho e transporte de autoridades, o FCecon terá apenas R$ 15 mil para investimentos no ano todo. Isso é afrontoso demais. Não posso cobrar experiência da atual gestão porque não tem, mas pelo menos que tenha bom senso”, ponderou Barreto.

O Líder da Minoria pediu também que seus pares da Assembleia tenham sensibilidade na votação da LOA 2020, que está em tramitação na Casa Legislativa e que prevê um orçamento de R$ 18,7 bilhões em gastos do Executivo no exercício financeiro do ano que vem. “Ainda dá tempo de mudar porque ainda não aprovamos o orçamento. Peço aos colegas sensibilidade na apreciação da matéria e que o Governo acabe com essas incongruências que ofendem e afrontam o povo do Amazonas. Tire do jatinho para colocar em hospitais e fundações”, disse o deputado.

Requerimento dos Bombeiros

Ainda nesta terça, Wilker cobrou um posicionamento da Mesa Diretoria da Assembleia sobre o requerimento que solicita do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas (CBMAM) e da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) informações se as unidades de saúde do Estado possuem o AVCB – Alvará de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

“Quero reforçar e pedir que a Procuradoria da Assembleia informações sobre o requerimento, aprovado por unanimidade pelos presentes nesta Casa, a respeito da situação dos hospitais da rede pública e privada do Estado. Já passou quarenta dias que protocolei e não temos nenhuma resposta sobre um tema tão importante”, comentou Wilker.